Casa da Arte
Espetbet
Ótima
Loctem
Arnaldo Radiadores
Ronaldo Cardans
Otica Santa Luzia
Ótica Pontual
Dinheiro por Jóias
IPTU PRORROGADO
Escritório Jucema
Motociclista use capacete
Agrotop 3
Espetbet dois
Breno Campolina
Locmaqfer
Digital Graph
Almix
Torneamento São Geraldo
Cooperlíder Proteção Veicular
Chama!!!
Ramses
Auto Rodas
Homeopatia São Lucas
Espetbet três
Sicoob
Quality Ópticas
Estupro

Professor de educação física é indiciado por estupro de vulnerável e importunação sexual contra alunas

Crime foi denunciado em maio deste ano pela direção da escola; pena varia de 8 a 15 anos de prisão

21/06/2022 09h49
Por: Redação

Com Itasat

Um professor de educação física da rede estadual em Belo Horizonte foi indiciado pela Polícia Civil por estupro de vulnerável e importunação sexual. O caso foi registrado em maio em uma instituição no bairro Sagrada Família, região Leste da capital, e a informação foi confirmada pela entidade nesta segunda-feira (20).

As vítimas eram três meninas, com idade entre 13 e 14 anos. Elas contaram aos responsáveis pela direção da escola sobre os abusos, e então as autoridades foram acionadas para investigação.

Segundo os trabalhos da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente da PC, o indiciamento é baseado em uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indicando que "a prática de ato libidinoso com menor de 14 anos é crime de estupro de vulnerável, independentemente da superficialidade da conduta, logo, não é possível desclassificar o ato para importunação sexual”.

Se condenado, o professor pode ficar preso de 8 até 15 anos.