Dinheiro por Jóias
Chama!!!
Ótima
Breno Campolina
Casa da Arte
Forte vidros dois
Ronaldo Cardans
Espetbet 6
Agrotop Novo
Otica Santa Luzia
Quality Optcas
Torneamento São Geraldo
Auto Rodas
Escritório Jucema
Digital Graph
Ramses
Sicoob
Espetbet
Carioca
Espetbet três
Espetbet dois
Espetbet 1
Clinica Dois
Arnaldo Radiadores
Ótica Pontual
Espetbet 4
Loctem dois
Cooperlíder Proteção Veicular
Homeopatia São Lucas
nova pampulha

Homem apontado como chefe do tráfico e pitbull são mortos pela PM

Corregedoria da PM foi acionada para acompanhar o caso

16/09/2022 10h42
Por: Redação

Com Itasat

Um homem de 27 anos e um cachorro da raça pitbull foram mortos durante uma abordagem da Polícia Militar (PM) no bairro Nova Pampulha, em Vespasiano, na Grande BH, na madrugada desta sexta-feira (16). Conforme o boletim de ocorrência, o baleado é Tiago Filipe Almeida Lima, vulgo Rosinha, “criminoso contumaz, suspeito de homicídios, gerente do tráfico de drogas na região do Nova Pampulha”, diz a PM.

Ainda de acordo com o registro, a PM foi acionada porque Tiago estaria armado ameaçando pedestres e motoristas que passavam pela rua. Militares foram até o local e encontraram o suspeito em uma casa na Alameda Serro. Conforme a PM, o suspeito apareceu armado na janela e, ao ver os policiais, apagou as luzes e ficou dentro do imóvel. Os policiais entraram na casa e foram surpreendidos pelo pitbull, que foi baleado e morreu (informação confirmada pelo diretor do Centro de Jornalismo da PM, tenente-coronel Flávio Santiago).

Após os disparos, o registro policial descreve ainda que uma mulher saiu do imóvel gritando e foi levada para a rua. Os militares, então, entraram na residência e encontraram Tiago, que gritou ‘perdi, perdi’. Na sequência, ainda conforme a PM, Tiago sentou no sofá e, mesmo cercado por vários militares, pegou uma arma que estava em uma almofada e atirou contra os policiais. Houve revide e o suspeito foi atingido. Em seguida, socorrido e levado para o hospital Risoleta Neves, onde o óbito foi confirmado. Nenhum policial ficou ferido.

Ao todo, foram dados 11 tiros. Aos policiais, a mulher que estava na casa disse ter ouvido os militares mandando Tiago largar a arma e, em seguida, viu o baleado sendo levado para o hospital. A corregedoria da PM foi acionada para acompanhar o caso.

Redes sociais

O boletim lista vários números de ocorrências envolvendo Tiago. Além disso, destaca que o suspeito usava as redes sociais para postar vídeos com armas de fogo e ameaçar gangues rivais.