Banner Home
Distribuidora Ribeiro
RETROCESSO

Kalil determina fechamento do comércio e retorno à fase zero da flexibilização

Prefeito da capital afirma que números da cidade em relação à pandemia do novo coronavírus "pioraram muito"

26/06/2020 14h36
Por: Ricardo Chaves

Por O Tempo

O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) anunciou em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira (26), que a capital retorna à estaca zero no processo de reabertura econômica, com a manutenção apenas dos serviços essenciais a partir de segunda-feira (29).

"Eu gostaria de informar à população de BH que os dados e todo o protocolo da PBH pioraram muito. E nós estamos voltando à fase zero a partir de segunda-feira. Nós só iremos manter os serviços essenciais, como no início da pandemia", informou.

O prefeito não escondeu a contrariedade ao dar a notícia após a cidade se manter no nível dois durante duas semanas.

"Ninguém está mais triste, mais amolado do que eu. Ninguém avisou tanto que não era férias, que todos deveríamos nos manter em casa, o que não foi feito. Eu disse à minha equipe que nós temos uma linha de números, dados, leitos e certa ou errada ela será mantida", continuou.

O prefeito também não perdeu a oportunidade de rebater adversários que o criticaram pela maneira como encarou a pandemia 100 dias atrás.

"É claro que quando fui alarmista, fui escandaloso, que o bombardeio ia chegar, todos os aproveitadores usaram isso. Então, quero avisá-los: o bombardeio chegou. E vamos tentar controlá-lo", garantiu.

"Quero dizer à população e repetir: não estamos de férias. Fiquem em casa, denunciem, chamem. As máscaras serão obrigatórias. Foi aprovado na Câmara e serão sancionadas imediatamente", completou, lembrando que haverá multas para aqueles que não usarem o equipamento.

Apesar do retrocesso, Kalil garantiu que o vírus não está descontrolado pela cidade, mas voltou a fazer um apelo pela conscientização da população.

"Estamos em descontrole? Não. Mas podemos chegar perto do colapso e do descontrole. Estou amargurado. Estou triste, mas vamos ver isso lá na frente. Nós pedimos a compreensão. Sabemos da nossa responsabilidade. Eu, como prefeito, peço desculpas a todos aqueles que respeitaram tanto esse isolamento, esse momento, e humildemente peço à população: vamos respeitar à ciência, o que deu certo no mundo inteiro. Não há outro caminho", completou.